Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Informação é vida

Dispositivo “avisa” cuidadores quando é hora de trocar a fralda Pessoas enfermas e acamadas que usam fraldas podem desenvolver assaduras e dermatites causadas pelo contato prolongado da urina e das fezes com a pele. Pensando em uma maneira de resolver esse problema, três estudantes da Escola SESI, da cidade de Sertãozinho, no interior de São Paulo, criaram um dispositivo capaz de “avisar” que está na hora da troca. O equipamento conta com um sensor movido a bateria, que, uma vez inserido na fralda, aciona um apito e uma luz para dar o alerta. A invenção tem custo em torno de R$ 150,00 e teve sua eficácia comprovada em testes com pacientes da APAE da cidade de Batatais. Ela foi apresentada na 19ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), realizada no primeiro semestre de 2021, mas ainda não é produzida comercialmente. Aumenta número de brasileiros 60+ com acesso à internet Nos últimos anos, houve forte avanço do número de idosos com acesso à internet. No Brasil, o percentual de pessoas com mais de 60 anos navegando na rede mundial de computadores passou de 68%, em 2018, para 97%, em 2021. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas. Segundo o levantamento, as principais razões de uso são se informar sobre economia, política, esportes e outros assuntos (64%), manter o contato com outras pessoas (61%) e buscar informações sobre produtos e serviços (54%). O meio de acesso mais utilizado é disparado o smartphone (84%), seguido por notebook (37%) e computador desktop (36%). Quando o assunto são os aplicativos, os que os idosos mais usam no celular são redes sociais (72%), transporte urbano (47%), bancários (45%). OMS elabora guia para inclusão de pessoas com demência Buscando estabelecer e expandir iniciativas favoráveis à demência em todo o mundo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou o guia “Rumo a uma sociedade que inclua a demência”. Segundo a entidade, o kit de ferramentas ajudará os países a aumentar a conscientização e a compreensão do público sobre essa condição para apoiar as pessoas que vivem com ela a permanecerem e serem uma parte significativa de suas comunidades e auxiliará quem trabalha em comunidades a planejar, implementar e avaliar programas amigáveis à demência ou integrá-la à outras iniciativas. Os módulos apresentados no documento, que está disponível em inglês no site da OMS, podem ser usados juntos ou separadamente e adaptados para atender às necessidades e configurações locais. Site de serviços para idosos é lançado em São Paulo Os idosos da capital paulista agora contam com um site que informa os serviços públicos existentes para eles na cidade. O SPinfo60+ é uma iniciativa da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), iniciada em agosto de 2020 como resultado do convênio firmado entre a instituição e o Conselho Estadual do Idoso (CEI) – por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (SEDS) e com recursos via o Fundo do Idoso. Por meio dele é possível consultar serviços de assistência social, saúde, esporte e lazer, cultura e educação. Também estão disponíveis informações sobre leis, estatutos e resoluções relativos ao público mais velho, e tanto de âmbito local quanto nacional. Além disso, os usuários encontram cartilhas e guias com temas como violência contra a pessoa idosa. Mais informações: http://spinfo60.pucsp.br/. Manter o cérebro ativo pode atrasar Alzheimer em até cinco anos Ler, escrever, jogar cartas e montar quebra-cabeças com frequência pode atrasar o início do mal de Alzheimer em até cinco anos, mesmo quando esses hábitos são iniciados aos 80 anos. Esse é a conclusão de uma pesquisa publicada na revista científica Neurology, da American Academy of Neurology (AAN). O estudo realizado nos Estados Unidos analisou 1.978 pessoas na faixa dos 80 anos e que não tinham demência no momento da inscrição. Elas foram acompanhadas por uma média de sete anos e fizeram vários exames anuais, incluindo uma série de testes cognitivos. Segundo os pesquisadores, o atraso da demência é resultado de atividades de estimulação cognitiva em idades mais avançadas, e não no início da vida. Pesquisa aponta que sono da tarde pode melhorar cognição e memória Gosta de tirar um cochilo à tarde? Pois agora você tem mais um motivo para fazer isso, já que um estudo realizado na China constatou que o hábito melhora o desempenho cognitivo, a fluência verbal e até a memória de pessoas idosas. Para chegar a esse resultado, os pesquisadores analisaram 2.214 pessoas com 60 anos ou mais. Elas responderam uma série de perguntas sobre o tema e fizeram testes para medir a capacidade cognitiva. Apesar da duração e a frequência dos cochilos variaram entre os participantes, o estudo determinou que o desempenho cognitivo é mais alto nos que costumam dormir um pouco à tarde em relação aos que não têm esse hábito. Nestlé lança Nutren Senior versão zero lactose sabor baunilha A linha Nutren Senior, complemento alimentar da Nestlé desenvolvido especialmente para quem tem mais de 50 anos, expandiu seu portfólio com o lançamento da versão zero lactose com sabor de baunilha. A novidade está disponível em latas de 740g e é encontrada nas principais redes farmacêuticas de todo o País. Segundo a Nestlé, os produtos Nutren Senior contêm 21 vitaminas e minerais, incluindo Vitamina C, Vitamina D, Vitamina A e Zinco além de proteína, que contribuem para a manutenção do sistema imune e mais vitalidade. Mais informações: www.nestle.com.br.