O hiato da aspiração

O abismo existente entre o que você quer ser e o que você realmente é, chama-se hiato da aspiração.

Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O hiato da aspiração

O abismo existente entre o que você quer ser e o que você realmente é, chama-se hiato da aspiração. A aspiração dos chineses, indianos e coreanos provavelmente é conquistar o mundo, exatamente como queriam os brasileiros de sessenta anos atrás. Mas qual será a expectativa, a aspiração média dos brasileiros de 2021, hein? Talvez ter um dinheirinho pra comprar um carrinho chinês, que é mais baratinho? É? Essa é a aspiração de quem vive na média, acostumado com o que é meio-bom, meio-suficiente, meio-competente, meio-confortável, meio-saudável. De quem não percebe que o meio- bom também é meio-ruim. Meio-honesto é meio-desonesto. Meio-competente é meio-incompetente. Com qual metade você fica, hein? Voltando ao nosso hiato da aspiração: qual é o país que você aspira? Que distância ele está do país que você tem hoje, hein? O que é preciso para chegar lá? Onde você se encaixa nessa missão? Você tem o perfil para fazer parte dos que ajudarão os brasileiros a chegar lá? Reconhece que, para isso, tem de ser mais engajado, que não basta votar (se é que você vota…), mas que é preciso compreender as decisões difíceis para se obter benefícios de longo prazo para nossa sociedade? Que é necessário esperar menos dos outros – especialmente do Estado – e construir um repertório mais rico e uma postura mais pró-social? Você é assim, hein? Ou passa o tempo vomitando ódio do bem em redes sociais, hein? Todo mundo tem um hiato da aspiração, a diferença de onde está para onde quer chegar, mas nem todo mundo faz alguma coisa para chegar lá.