O desengajamento moral

O psicólogo canadense Albert Bandura desenvolveu o conceito de desengajamento moral, onde trata dos mecanismos que empregamos para justificar a prática de atos que prejudicam outras pessoas, sem que nos sintamos culpados.

Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O desengajamento moral

O psicólogo canadense Albert Bandura desenvolveu o conceito de desengajamento moral, onde trata dos mecanismos que empregamos para justificar a prática de atos que prejudicam outras pessoas, sem que nos sintamos culpados. Bandura diz que esses mecanismos são “lacunas na consciência humana”, através das quais as pessoas permitem a si mesmas praticar atos desumanos sem sofrer a angústia da autocondenação.
Usando o desengajamento moral as pessoas conseguem se libertar de qualquer peso moral que as impeça de praticar más ações.
Meu amigo Eduardo Carmello escreveu um pequeno artigo sobre o desengajamento moral onde elencou um conjunto de padrões de pensamento muito bem conhecidos por todos nós. Veja:

1 – A pessoa se considera especial e acredita mesmo que está acima das regras e das leis.
2 – O indivíduo quer sempre obter vantagens e privilégios indevidos. Sente-se esperto e poderoso quando engana e rouba dos outros.
3 – A pessoa não admite ser auditada ou repreendida por suas ilegalidades, passando a tratar a autoridade que a enquadrou, como inimiga ou mesmo como o “bandido” da estória.
4 – A elasticidade ética do indivíduo cria uma série de mecanismos para transformar suas ilegalidades ou irresponsabilidades em justificativas. E essas justificativas “devem” ser aceitas pela sociedade, pelo simples fato de ele acreditar ser uma pessoa “especial”.

E aí, meu? Reconheceu alguém?
Segundo Albert Bandura, nosso comportamento pode ser aprendido por experiência própria ou pela observação da conduta de outras pessoas. Por isso, ele afirma que devemos nos colocar em contato com pessoas certas, para que as imitemos e assim sejamos modelados por elas.
Dize-me com quem andas e eu te direi quem és.