Perca peso, ganhe saúde

Emagrecer diminui as chances de desenvolver uma série de doenças, desde as cardiovasculares até alguns tipos de câncer

Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Perca peso, ganhe saúde

Emagrecer diminui as chances de desenvolver uma série de doenças, desde as cardiovasculares até alguns tipos de câncer

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A projeção da entidade é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e, pior, mais de 700 milhões, obesos.

No Brasil, entre 2006 e 2018, a prevalência da obesidade cresceu 67,8%, saindo de 11,8% para 19,8%, de acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde. O estudo também constatou que mais da metade da população do País (55,7%) se encontra com excesso de peso, aumento de 30,8% no período.

Caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, a obesidade, além de ser considerada uma enfermidade, é fator de risco para várias outras, como hipertensão arterial, infarto, acidente vascular cerebral, diabetes, esteatose hepática (gordura no fígado) e até alguns tipos de câncer.

Para evitá-las, a única saída possível é emagrecer. Com a perda de peso, consegue-se diminuir a resistência à insulina – situação que acontece quando as células do corpo respondem cada vez menos à presença desse hormônio – e os níveis de colesterol e triglicérides, fatores que contribuem para a melhora da saúde.

Pesquisas apontam que a dieta que mais contribui para isso é a cetogênica (low carb), empregada pela Emagrecentro no Método 4 Fases. E é comprovado que as pessoas que seguem esse programa conseguem diminuir a quantidade de medicações e melhoram suas taxas sanguíneas em dez semanas.

Fonte: Sylvia Ramuth, médica da área de Desenvolvimento e Pesquisa do Emagrecentro

Perdi 70kg no primeiro ano
“Diversos problemas contribuíram para que eu ganhasse peso. O primeiro foi a morte do meu pai, que me levou a comer de forma descontrolada. Depois, tive paralisia facial. Os medicamentos que tomei me levaram a um aumento de 30 quilos em seis meses. Mais tarde casei, tive filhos, passei por mudanças profissionais e fui morar em Portugal. Foram tantos acontecimentos que não tive forças para me cuidar e daí surgiram diversos problemas de saúde: pressão alta, esteatose hepática, apneia do sono etc. No início de 2018 decidi procurar ajuda na Emagrecentro. Em um ano, perdi 70 kg com o método 4 Fases, saindo dos 170kg para os 100kg. Resolvi buscar a mudança para viver mais com minha família. Sinto-me mais disposto para atividades que exigem do corpo, reduzi pela metade o uso de remédios para controle da pressão arterial e não tenho mais esteatose hepática.”

Luis Nícolas de Amorim Trigo, 39 anos, professor de Computação e cliente da Emagrecentro – unidade Petrolina (PE)