Aprendizado com os mestres

Conheça histórias de marcas que passaram pelo processo de mentoria e tiveram ótimos resultados

Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Aprendizado com os mestres

Conheça histórias de marcas que passaram pelo processo de mentoria e tiveram ótimos resultados

No Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de cada dez empresas, seis não sobrevivem após cinco de atividade – no sistema de franquias, a taxa de mortalidade das operações gira em torno de 3,9%. Essa situação poderia ser revertida para muitas empresas se elas tivessem orientação de empreendedores experientes. É aí que entra o processo de mentoria.

Como funciona a mentoria?
No ambiente do empreendedorismo, que inclui as franquias, o programa trata de temas específicos da atividade de empreender, como concepção e validação de ideias iniciais, desenvolvimento do produto ou solução, entendimento da jornada de compra do cliente, modelo de negócio, estratégia, finanças, vendas, marketing e qualquer outro aspecto ligados à tração e expansão do negócio.

O que é preciso para participar do Programa Mentoria ABF?
* Ser associado da ABF e estar adimplente com suas obrigações financeiras
* Ser o franqueador ou o executivo principal da marca
* Ter completado o PCF (Programa de Capacitação em Franchising)

“Qualquer dica, sacada, colocação… pode fazer a diferença para as empresas franqueadoras, principalmente as que estão começando, por isso a mentoria se tornou fundamental para o setor e o mercado como um todo”, afirma o presidente da ABF André Friedheim. Para promover uma troca estruturada de conhecimentos e experiências entre redes e profissionais maduros e players mais jovens do sistema, a própria ABF lançou, no final do ano passado, o Programa Mentoria ABF.
“Essa ação vem de acordo com a proposta da Associação, que é ajudar os franqueadores a fazerem melhor o seu franchising. Dessa forma, conseguimos reunir um grupo de experts na área para serem mentores de novas empresas e até de empresas tradicionais, mas que podem ter uma dificuldade ou outra. Nosso objetivo é sempre crescer de maneira estruturada e positiva, e o programa só vem agregar tudo isso”, disse o executivo.
Por enquanto, nove redes participam da ação, mas outras 20 estão na “fila”. “O programa está crescendo bastante e nossa ideia é torná-lo permanente dentro da ABF”, afirma Friedheim, acrescentando que as principais dores apresentadas pelas marcas são relacionadas à expansão, operação e relacionamento franqueador-franqueado.
Para saber um pouco mais sobre mentoria, a revista Franquia & Negócios conversou com três empresas que passaram – ou ainda passam – por algum processo de mentoria. Conheça suas histórias a seguir.

Estruturação e crescimento

“A Castseg está há 20 anos no mercado e há 13 no franchising. Começou como um Centro de Distribuição e, por uma visão estratégica, cresceu e transformou-se em franquia. A empresa foi galgando profissionalismo e capilaridade com o passar do tempo e há dois anos tivemos mais uma mudança estratégica. Além de vender equipamentos de segurança para distribuidores e varejistas, passamos a fomentar perante os franqueados e a focar principalmente na venda de serviços, seja monitoramento, rastreamento, portaria remota inteligente ou automação patrimonial, direcionando o faturamento para receitas recorrentes. Assim, ao longo de 2019, fizemos investimentos na equipe e na contratação de novos profissionais. Com tudo isso, a rede teve de ser reestruturar em todos os aspectos. Buscamos na mentoria a ajuda que precisávamos para conquistarmos um time mais preparado, com know-how no franchising e para que a empresa se desenvolvesse de forma mais organizada e rentável. O interessante é que esse processo ajudou a enxergar melhor o cenário geral e cedeu caminhos para resolver os desafios, dando prioridade para os mais urgentes. De acordo com o Plano de Negócio, o retorno financeiro se dará em menos tempo do que o projetado. Mas um ponto que já percebemos claramente é a mudança de percepção do franqueado. Agora, ele vê a empresa mais próxima dele e isso, por si só, gera expectativa e confiança, o que de alguma forma acaba refletindo no faturamento. Por enquanto, a Casteg está com 150 unidades, mas a expectativa, após todo o processo de mentoria, é fechar 2020 com mais 50.”

 

Escalar sem perder a essência

“Somos uma franquia premium da área odontológica e nossas unidades são de alto investimento, de cerca de R$ 1 milhão, com faturamento médio de R$ 450 mil. Nascemos em 2016 já como franquia e naquele mesmo ano abrimos quatro unidades. Hoje, são 110. Estamos no mercado há pouco tempo, com crescimento constante, mas queríamos escalar mais rápido, e sem perder a essência. Para lidar com essa questão, nos inscrevemos no programa de mentoria Scale-up Endeavor, da Endeavor Brasil. Fomos selecionados no ano passado, e o mentor destinado a nós foi o Carlos Zilli, fundador da Imaginarium. Conversando com ele, expusemos que, dentro do nosso planejamento, respeitando PIB, população e consumo da classe odontológica, chegamos a um mote de 240 cidades possíveis de ter uma unidade Oral Unic Platinum. Eles nos fez enxergar que, para expandir, teríamos de oferecer operações de menor tamanho e, consequentemente, menor investimento e faturamento. A partir daí, criamos um modelo de 200 m², com R$ 600 mil de investimento e faturamento médio de R$ 250 mil. O número de cidades que comportam esse perfil, que batizamos de Oral Unic Smart, são 226. Este ano, entre os dois modelos, pretendemos comercializar 100 franquias e dobrar de tamanho. Essa conquista, com certeza, só será possível por causa da mentoria. O maior benefício que ela nos proporcionou foi colocar ao nosso lado um profissional experiente, que já passou pelo o que estamos passando, já cometeu erros e já descobriu como resolvê-los, nos ajudando a encurtar o nosso caminho em pelo menos 50%.”

 

Expansão eficiente e organizada

“Em 2018, participamos da mentoria Scale-up Endeavor, da Endeavor Brasil, para fazer a empresa expandir. Os encontros com os mentores trouxeram conhecimento relevante e de maneira direta para dores muito claras que tínhamos. A nossa principal era como ter uma visão ampla do mercado e entender como uma empresa nacional se organiza frente aos desafios. Nesse tipo de processo, diferentemente de um curso ou até uma pós-graduação, onde os conhecimentos são passados de forma mais geral, você tem uma pessoa que está lá para te passar toda a sua vivência, o que ele aprendeu na prática e não na teoria. O nosso mentor nos ajudou a ter ótimos insights e isso gerou uma evolução enorme na empresa. Passamos por um amadurecimento gigantesco e atingimos um alinhamento forte de visão. Em 2019, fomos selecionados para outro programa, dessa vez o da ABF. Essa oportunidade surgiu justamente em um momento chave. Depois que nos consolidamos no Sudeste, iniciamos o plano de expansão para outras regiões do País. No ano passado, inauguramos a primeira unidade no Sul e pretendemos chegar a cidades do Centro-Oeste e do Nordeste este ano. Hoje, estamos com 24 unidades e, com elas, atendemos 200 cidades. O nosso plano de crescimento é marcar presença em todos os estados brasileiros até 2023, alcançando 80 unidades. E a mentoria da ABF vem justamente para nos ajudar nisso, validando a nossa estratégia e contribuindo para que cresçamos com eficiência e organização”.

Benefícios da mentoria

* Absorver as experiências passadas pelos mentores em seus processos de expansão de negócios
por meio do franchising, entendendo melhor os fatores críticos de sucesso a cada fase de expansão
8 Refletir a partir de caminhos apontados e orientações feitas pelos mentores
* Compartilhar suas dúvidas, história, necessidades e o seu momento atual com profissionais especialistas nos diversos temas essenciais para o sucesso de sua franquia, podendo obter maior clareza sobre os caminhos a serem percorridos
* Expor suas ideias à opinião crítica dos mentores, de forma a poder validá-las
* Visibilidade de sua marca junto a franqueadores mais experientes
* Eventualmente ter acesso às redes de contatos dos mentores, as quais podem abrir valiosas portas com novos contatos e em empresas que podem potencialmente ser seus fornecedores, parceiros ou clientes, ampliando seu networking pessoal
* Aprendizagem com relação aos temas do programa, bem como relativas às práticas de gestão do negócio como um todo
Fonte: ABF

Redes investem em programas próprios de mentoria

Para melhorar o desempenho de seus franqueados e equipe, algumas marcas também têm investido em processos próprios de mentoria. Um exemplo é o Mercadão dos Óculos (MDO). Fundada em 2012, a empresa, que conta com mais de 350 franquias, iniciou o programa Mentores Mercadão dos Óculos no ano passado. Nele, franqueados de sucesso da rede ensinam boas práticas para novos investidores.
O objetivo é ajudar as unidades a faturar mais e aumentar o número de multifranqueados. O diretor de Operações do MDO Fábio Nadruz conta que mais de 30 unidades se qualificaram para participar. “Em média, elas tiveram crescimento de 12% no faturamento e de 8% no ticket médio. Por conta da ação, conseguimos abrir nove lojas novas e, em 2020, esperamos que, por conta dela, cheguemos a 72% de multifranqueados”, relata.
No caso da Megamatte, a marca oferece mentoria para a própria equipe. “Idealizamos esse projeto em 2014, quando desenvolvemos um trabalho geral para identificar nossa causa social. Somos uma empresa que tem no DNA capacitar pessoas”, diz o CEO Julio Monteiro.
Segundo ele, o objetivo da ação é dar possibilidade aos profissionais de participarem ativamente de todas as etapas do desenvolvimento de projetos da rede, fazendo com que estejam cada vez mais envolvidos com o planejamento e as metas da empresa. Por enquanto, nove pessoas de diversas áreas passaram pelo processo, que este ano terá uma segunda edição.