Coronavírus: o franchising e o combate aos impactos de um inimigo invisível

Países e economias de todo o mundo estão sofrendo os fortes impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19)

Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Coronavírus: o franchising e o combate aos impactos de um inimigo invisível

Países e economias de todo o mundo estão sofrendo os fortes impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Como um tsunami global, esse inimigo invisível está atingindo, infelizmente, pessoas, empresas e negócios em praticamente todo o planeta.
Tão logo a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a pandemia e o Ministério da Saúde e outros órgãos de governo no Brasil determinaram o isolamento social, rapidamente a Associação Brasileira de Franchising (ABF) mobilizou seu Conselho e toda sua diretoria para adotar as medidas necessárias, visando a, prioritariamente, amenizar os impactos da pandemia nas vidas das pessoas – colaboradores, franqueadores, franqueados, fornecedores e demais stakeholders – e dos negócios. Ficar em casa, exceto as pessoas que trabalham com alguma atividade essencial, pelo tempo determinado pelas autoridades de saúde, é vital.
Possivelmente estejamos enfrentando a maior crise sanitária e econômica do nosso século. Contudo, apesar do gigantesco desafio que a Covid-19 impõe a cada um de nós, seja pessoal ou economicamente, devemos agir e buscar soluções. Foi exatamente isso que a ABF fez e está fazendo.
Entre as diversas ações que implementamos, destaco algumas: montamos um Comitê de crise formado por nosso Conselho, diretoria e líderes das 11 Comissões Segmentadas da entidade e estamos acompanhando tudo o que envolve a pandemia para agirmos com o senso de urgência devido. Atuamos fortemente junto aos shopping centers para tratar dos custos de ocupação; asseguramos nos bancos parceiros, Santander, Bradesco e Banco do Brasil, linhas de crédito e de financiamento diferenciados para o sistema de franquias. Formalizamos nosso pedido e vamos, assim que possível, tratar pessoalmente junto ao governo federal da questão dos tributos e de outros temas que influenciam o dia a dia das operações de franquias. Paralelamente, estamos em interlocução direta com representantes do Congresso Federal e Ministério da Economia. Após envio de uma carta conjunta da ABF, Sindicom e Fecombustíveis, solicitando a permanência do funcionamento das lojas de conveniência, por comercializarem produtos essenciais, o governo federal emitiu Medida Provisória (MP) autorizando.
Outra iniciativa é o lançamento da campanha #FranquiasJuntasPorTodos, com o objetivo de propagar o apoio dos consumidores às franquias do seu bairro, que fazem parte do seu dia a dia. Peço que você use em sua comunicação e compartilhe a hashtag #FranquiasJuntasPorTodos. Para saber mais a respeito dessas e de outras iniciativas, acesse www.abf.com.br.
Observando o franchising diante desse cenário de guerra, temos a convicção de fazermos parte de um setor forte. Unidos, franqueadores e franqueados enfrentam melhor os desafios, por maiores que sejam, do que os empreendedores independentes. Creio, portanto, que sairemos ainda mais fortes da crise provocada pelo novo coronavírus.
Um forte abraço,

André Friedheim
Presidente da ABF