Ex-aluno do Kumon é engenheiro da Embraer

Durante 11 anos, Felipe Kamei, hoje com 33 anos, foi aluno da rede em Vitória, no Espírito Santo

Share on facebook
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ex-aluno do Kumon é engenheiro da Embraer

Durante 11 anos, Felipe Kamei, hoje com 33 anos, foi aluno da rede em Vitória, no Espírito Santo

Autodidatismo, perseverança, vontade de aprender sempre mais e concentração. Essas são apenas alguma das habilidades que o engenheiro eletricista Felipe Kamei, de 33 anos, adquiriu ao longo dos 11 anos em que estudou no Kumon e que continuam auxiliando-o a realizar seus sonhos.

Natural de Vitória, no Espírito Santo, ele iniciou no Kumon com cinco anos de idade. “Minhas irmãs faziam, e minha mãe acabou abrindo uma unidade. Para mim foi natural começar, só parei depois que fiz os cursos todos de Matemática e Português”, conta.

“Se não fosse o Kumon, tenho certeza de que eu não teria deslanchado tanto nas matérias. Teria sido um aluno mediano”

Na época do colégio, por conta do aprendizado que teve com o método, e também da disciplina que ele exige, Felipe recorda que nem precisava estudar para as provas. Até mesmo o vestibular foi mais tranquilo. “É uma satisfação muito grande ir bem nos estudos e assimilar o conteúdo que é passado. Se não fosse o Kumon, tenho certeza de que eu não teria deslanchado tanto nas matérias. Teria sido um aluno mediano.”

Formado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), o engenheiro trabalha desde 2008 na Embraer, fabricante brasileira de aeronaves, localizada em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Ele entrou na empresa por meio de um processo seletivo para o Programa de Especialização em Engenharia e, após um ano e meio, foi efetivado. “O Kumon me abriu muitas portas e, hoje, posso afirmar que sou muito feliz e realizado no trabalho”, complementa.