Notícias

Nutty Bavarian abre sua primeira franquia solidária

nutty_bavarian_franquia_solidaria_edit2

Noura Alkalas e Yones Al Nabulsi, franqueados da Nutty Bavarian

Com o auxílio do Instituto de Reintegração do Refugiado (ADUS), marca desenvolve modelo para atender uma parcela da população refugiada que vive atualmente no País

08/01/2018 – A Nutty Bavarian desenvolveu, com o apoio do Instituto de Reintegração do Refugiado (Adus), um modelo de negócio que pretende atender uma parcela da população refugiada que vive no Brasil. “O projeto com a Nutty Bavarian vai ao encontro da missão do Adus, que é a de promover a reintegração das pessoas em situação de refúgio no nosso país. Estamos muito felizes com a parceria”, comenta o diretor geral do Adus, Marcelo Haydu.

O projeto permite que estas pessoas integrem o time de franqueados da rede como operadores dos quiosques. “Nesta versão conseguimos negociações de aluguéis em pontos comerciais aderentes ao custo de ocupação deste modelo de operação, preços mais baixos com os fornecedores de matéria-prima e sistema, e vamos subsidiar a taxa de franquia, já com o quiosque e a panela. É uma oportunidade de começarem algo com suporte e acompanhamento, o que é um benefício enorme para quem vem de outro país, sem falar direito a língua, sem conhecer as regras do Brasil, sem o network necessário pra se ter um negócio próprio”, ressalta a diretora da marca, Adriana Auriemo.

O primeiro ponto neste formato foi inaugurado em novembro na Galeria Comercial do Extra Hiper Ricardo Jafet (Av. Doutor Ricardo Jafet, 1.359 em São Paulo) do GPA, que adequou a locação ao caráter social deste projeto.

Recommended Posts

Deixe um comentário