Notícias

Lição de casa: ajudar os filhos ou não, eis a questão – Revista Tutores

na Categoria Educação, Revista Tutores

Sim, é preciso ajudar sempre, mas isso não significa fazer as tarefas por eles

Matéria publicada na seção Pais e Alunos, na Revista Tutores nº 10 (página 20)

revista_tutores_10_paisealunos_pg20_2

24/01/2018 – Algumas escolas orientam os pais a não ajudarem os filhos a fazer a lição de casa. Outras, no entanto, apontam o caminho contrário. Mas, afinal, o que é certo e o que errado nesta situação? E como tornar a realização das tarefas algo positivo e tranquilo tanto para a garotada quanto para família? Confira a seguir as dicas da psicóloga e professora do curso de pedagogia da Fundação de Ensino Superior de Bragança Paulista (FESB), Vilma Bastos Machado.

AMBIENTE SILENCIOSO

O local onde o aluno fará a lição de casa – e estudará para as provas – deve ser sossegado, bem iluminado e longe de televisão, videogame, animais, pessoas passando e qualquer outra distração (o celular, inclusive). Também é indicado que  tenha uma mesa ou escrivaninha, para que a criança ou o adolescente não tenha que preparar as tarefas na cama ou no sofá.

ORGANIZAÇÃO DE ESTUDO

É preciso preparar a lição pela prioridade, o que significa fazer antes de tudo a tarefa que será entregue na data mais próxima, bem como estudar para a prova que acontecerá primeiro. Para isso, é fundamental ter um calendário com as datas anotadas. Outra recomendação é manter todo o material necessário por perto, como lápis, cola, caneta, tesoura, borracha e dicionário, entre outros.

HORÁRIO FIXO

Não é necessário passar o dia entre cadernos e livros, mas é de extrema importância elaborar uma rotina de estudos, com horário fixo para a execução das tarefas. Os
pais também podem determinar um momento para conferir o que foi feito e tirar eventuais dúvidas que os filhos possam ter.

SUPERVISÃO SEMPRE

Durante todo o processo escolar dos filhos, os pais – ou algum responsável – precisam estar por perto, acompanhando e ajudando, mas isso não significa fazer a lição por eles. A realização das tarefas é de total responsabilidade do aluno, pois só assim ele conseguirá assimilar a matéria estudada e terá autonomia. Fora que, quando alguém prepara a lição no lugar da criança ou do adolescente, os professores não conseguem ter noção de sua evolução e dificuldades.

NÃO APONTAR ERROS

É errando que se aprende, certo? Sendo assim, os pais ou responsáveis nunca devem apontar onde a criança errou na lição. O mais indicado é ajudá-la a refletir para que ela encontre a resposta sozinha. Porém, alguns apontamentos podem, e devem, ser feitos, por exemplo: “Você verificou se está tudo correto?”, “Faça uma revisão final e cheque os resultados e as informações”, “Dê mais uma lida para certificar-se de que não deixou passar erros” ou “Você tem certeza de que está tudo certo?”. Se ainda assim o estudante não identificar o que fez de errado, nada de pânico, pois o professor irá auxiliá-lo na sala de aula.

ATENÇÃO COM COBRANÇAS

Por mais que se fique frustrado ou irritado com o filho por ele estar errando ou enrolando para fazer a lição de casa, é preciso cautela com cobranças e broncas. Os pais precisam ser firmes, mas não intransigentes, a fim de não traumatizar ou gerar ansiedade na criança ou no adolescente e também para não transformar a realização das tarefas em algo penoso.

PAIS PREPARADOS 

Os processos de aprendizagem mudaram muito ao longo dos anos, o que pode dificultar o entendimento dos pais em relação à matéria que os filhos estão estudando. Neste tipo de situação, se não puder ajudar, melhor não atrapalhar e nem interferir na forma como o aluno está aprendendo determinado conteúdo, para não confundi-lo.

TUTORES AUXILIA FAMÍLIAS SEM TEMPO

Apesar de saberem o quão importante é acompanhar a rotina escolar de seus filhos, muitos pais que trabalham fora nem sempre têm tempo para isso. O problema
é que a criança e o adolescente precisam de supervisão para fazer a lição de casa e estudar para provas. O que fazer, então, para resolver esta questão? A resposta é fácil: procurar um serviço de tutoria. Na Tutores, com unidades em todo o País, há profissionais altamente preparados para ajudar os estudantes na realização de qualquer tarefa.

Entre os serviços oferecidos pela empresa, que está há dez anos no mercado, estão reforço escolar, aula particular, tutoria multidisciplinar e tutoria com supervisão permanente. Com um programa eficaz para desenvolver bons hábitos de estudo, o aluno é orientado a gerenciar o tempo pessoal e de estudo, bem como
reconhecer um estilo apropriado e individualizado.

O projeto pedagógico da Tutores enfatiza ensinar a aprender. Vale-se, para tanto, de conceitos pedagógicos que valorizam a relação de ensino-aprendizagem e situam o tutor como um agente de transformação da vida escolar do estudante. A empresa ainda respeita o método de ensino adotado pela escola em que a criança ou o adolescente estuda, e evita acrescentar novos materiais didáticos, que possam sobrecarregá-lo na realização de tarefas e exercícios repetitivos.

Matéria publicada na seção Pais e Alunos, na Revista Tutores nº 10 (página 20)

Recommended Posts

Deixe um comentário