Notícias

Impressão sob demanda é alternativa para o fim do livro esgotado – Revista The Message

na Categoria Marketing, Revista The Message
themessage_08_marketing_pg03_2

Douglas Fernandes, consultor de Novos Negócios da AlphaGraphics

Matéria publicada na seção Marketing da Revista The Message nº 8  (página 3) – Dez/Jan/Fev 2018

10/01/2018 – Há cinco anos, o setor brasileiro de impressão sob demanda, ou print on demand (POD), praticamente não existia. Apesar de ainda ser pequeno – estima-se que não passe de 5% de todo o mercado de impressão no País –, muita coisa tem mudado. A principal delas é que editoras, autores, livrarias e distribuidoras já enxergam com clareza suas vantagens e possibilidades.

Visionária, a AlphaGraphics Brasil investe nesse segmento desde 2010 e já conta com uma ampla lista de clientes, como a Caelum Ensino e Inovação, e projetos especiais (Clube de Autores e Estante Mágica são alguns deles). São parcerias que permitem, por exemplo, driblar custos de publicação e de distribuição de livros e, finalmente, colocar fim às obras esgotadas, mantendo todo o catálogo 100% disponível para comercialização.

“Hoje em dia, por conta dos custos e da quantidade de títulos que existe, não é viável manter todos à venda, mesmo que seja uma pequena tiragem de cada. Porém, deixá-los disponíveis sob demanda faz sentido. Assim, é possível adquirir livros históricos, raros e os menos conhecidos de determinado autor”, comenta o presidente da empresa, Rodrigo Abreu.

O executivo relata ainda que, finalmente, o mercado editorial está conhecendo o potencial da POD. “São diversas oportunidades que ela oferece. Algumas questões culturais ainda precisam ser alcançadas, por isso, o que temos hoje é apenas a pontinha do iceberg”. A impressão sob demanda já responde por 7% do faturamento da AlphaGraphics no País, devendo fechar 2017 com um milhão de livros impressos.

Mas Abreu garante que esse sistema não irá substituir o tradicional. “Enxergamos a impressão sob demanda como um adicional. O modelo atual é válido apenas para quem é garantia de grandes vendas. Do contrário, não é sustentável. Já com a POD, não há, por exemplo, necessidade de investimentos em estoque, o que significa que o capital de giro não ficará parado, e não é preciso ter espaço para armazenamento. Fora que a impressão acontece apenas depois da venda”.

O consultor de Novos Negócios da AlphaGraphics, Douglas Fernandes, cita mais algumas vantagens. “Os títulos podem ser atualizados constantemente e de forma bem mais rápida e fácil. Além disso, as empresas passam a não ser obrigadas a lidar com questões que não fazem parte do seu dia a dia, como ter gente dedicada a cuidar apenas do estoque, focando, assim, somente no que interessa e melhorando, inclusive, a qualidade do seu serviço”.

PLANOS PARA O BRASIL

Na AlphaGraphics, é possível utilizar a impressão sob demanda para todo o tipo de conteúdo: livros, apostilas, revistas, autopublicações, provas e simulados. Um dos planos da rede é atuar como distribuidora de projetos sob demanda para as editoras. “Queremos, além de imprimir, ser mais um canal de vendas. Também pretendemos, a médio e longo prazos, fazer acordo com empresas internacionais, para que todas as suas obras sejam comercializadas no Brasil. Isso facilitará o acesso a títulos difíceis de serem encontrados, e tudo o que existe no mundo poderá ser impresso de forma descentralizada e localizada”, diz Rodrigo Abreu.

Por fazer parte de um grupo que possui lojas em 60 países, outra iniciativa da empresa é disponibilizar livros de autores brasileiros em mais localidades. “A ideia é que qualquer editora, qualquer autor e qualquer livro tenham mais oportunidades de negócios”, finaliza o executivo.

Veja mais no www.agbook.com.br

Matéria publicada na seção Marketing da Revista The Message nº 8  (página 3) – Dez/Jan/Fev 2018

Recommended Posts

Deixe um comentário