Notícias

Comércio varejista paulista tem segunda alta consecutiva em julho, diz FecomercioSP

na Categoria Economia, Varejo

Faturamento real do segmento chegou a R$ 46,9 bilhões no mês, R$ 378 milhões acima do valor registrado no mesmo período do ano passado

19/10/2016 - O faturamento do comércio varejista paulista voltou a crescer em julho e atingiu R$ 46,9 bilhões – crescimento de 0,8% em relação ao mesmo mês de 2015. Foi a segunda elevação consecutiva na comparação anual –  o que não ocorria desde 2014. No acumulado do ano, porém, houve retração de 1,4% e em 12 meses, a queda foi de 4,9%. Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

Entre as 16 regiões analisadas pela Federação, 11 tiveram crescimento no faturamento em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Destaque para o Litoral (7,8%), Marília (7,3%), Araraquara (6,9%) e Sorocaba (5,3%). Já as regiões de Osasco (-6,8%), Guarulhos (-2,6%), Bauru (-2,5%) e São José do Rio Preto (-1,1%) foram as piores do mês.

Das nove atividades pesquisadas, três tiveram crescimento em julho na comparação com o mesmo mês de 2015: farmácias e perfumarias (11,5%), supermercados (7,6%) e o grupo outras atividades (5,2%). Por outro lado, as maiores quedas foram registradas pelas lojas de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (-16,0%); lojas de móveis e decoração (-14,1%), concessionárias de veículos (-9,2%) e lojas de vestuário, tecidos e calçados (-9,1%).

Segundo a FecomercioSP, as projeções indicam que nos próximos meses o varejo tende a apresentar taxas de crescimentos mensais sucessivas, inclusive para dezembro, para o qual se espera uma taxa de crescimento de 2%.

Na cidade de São Paulo, as vendas do comércio varejista chegaram a R$ 14,6 bilhões em julho, crescimento de 1,2% na comparação com o mesmo mês de 2015. Apesar da recuperação, nos sete meses acumulados do ano, o varejo paulistano apresentou queda de 1,8%, em relação ao mesmo período do ano passado, e no acumulado dos últimos 12 meses, a retração foi de 4,1%.

Fonte: FecomercioSP

Recommended Posts

Deixe um comentário