Notícias

ABF NEWS | Entrevista

na Categoria ABF News

Marcelo Maia é o novo diretor-executivo da ABF

Ex-secretário de Comércio e Serviços do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) assume o cargo a partir de novembro, com a missão de integrar as áreas da Associação

Marcelo Maia diretor-executivo da ABF

Marcelo Maia diretor-executivo da ABF

Ele vem para a ABF direto de Londres, onde mora há dez meses, faz Mestrado e integra o Núcleo de Varejo da London Business School: Marcelo Maia, ex-
secretário de Comércio e Serviços do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), que participa pela quarta vez da Convenção ABF do Franchising e assume, a partir de novembro, o cargo de diretor-
executivo da Associação.
Marcelo Maia se utilizará não só do seu conhecimento sobre o funcionamento do Governo Federal, como também dos 15 anos de experiência no Varejo brasileiro. “A minha prioridade no exercício da Diretoria Executiva gira em torno de congregar as agendas do Conselho, Diretoria e associados, dar transparência e accountability de todos os atos e ações da nossa gestão”, disse Maia, em entrevista exclusiva ao ABF News, que você confere, na íntegra, a seguir.

Como o sr. enxerga a ABF hoje?
A ABF é uma das associações mais ativas e representativas do setor de comércio e serviços do Brasil. Seu grande diferencial está na qualidade dos associados, na relevância dos propósitos e na consciência da representati­vidade do setor de franquias para o desenvolvimento socioeconômico do
nosso País.

Quais serão as suas prioridades enquanto diretor-executivo da ABF?
Minha prioridade no exercício da Diretoria Executiva gira em torno de congregar as agendas do Conselho, Diretoria e associados, dar transparência e accountability de todos os atos e ações da nossa gestão, dar continuidade aos trabalhos de Educação e desenvolvimento de franquias, fortalecimento do setor, otimização da relação franqueador/franqueado, além da institucionalização das pautas do franchising junto aos órgãos e instituições (públicas e privadas) nos âmbitos nacional e internacional.

Em relação aos desafios, o que o sr. espera pela frente?
Os desafios esperados estão na manutenção e no desenvolvimento das conquistas já implementas em termos de Educação, representatividade, feira de franquias, Congresso e Convenção. Além disso, garantir a segurança jurídica e comercial de franqueados e franqueadores e aprofundar as relações nacionais e internacionas, promovendo uma maior integração nas cadeias de valor e redes de franquias internacionais.

Qual será o seu papel diante da diretoria, conselheiros, associados e funcionários da ABF?
Fundamentalmente, será o de manter a melhor e mais profissional relação entre diretoria, conselheiros, associados e funcionários, garantindo a devida participação, integração entre as atividades, responsabilidades e execução do trabalho a partir de um único objetivo comum de fortalecimento do setor de franchising.

Como a sua experiência no Governo e no Varejo podem contribuir com a ABF?
Quinze anos de experiência no Varejo brasileiro me deram o conhecimento e a experiência para entender as demandas e os desafios que o setor enfrenta em termos de ambiente de negócios e visão de futuro. Três anos de experiência governamental na função de Secretário de Comércio e Serviços do MDIC me trouxeram o conhecimento sobre o funcionamento do Governo Federal em suas diversas esferas e funções. Espero alinhar as duas experiências e trazer para o setor de franquias um plano de trabalho proativo e focado em resultados práticos para o setor.

Como o sr. pretende fortalecer o protagonismo da ABF nas esferas governamentais?
A ABF já exerce um importante papel em diversos Fóruns, Comitês, Conselhos e Colegiados no Governo. Espero fortalecer essa presença junto aos órgãos governamentais (Municipais, Estaduais e Federal), fazendo a ABF participar ativamente na definição de Políticas Públicas e inserir a pauta do setor de franchising como indutor das cadeias de valor (nacionais e internacionais), inovação e tecnologia, digitalização, além da maior inserção do Brasil no comércio internacional.

Na parte de internacionalização, qual é o plano?
A ABF já é signatária de um importante Programa Setorial voltado para a internacionalização das franquias nacionais com a Apex. Espero fortalecer esse projeto por meio de iniciativas inovadoras e alinhadas com o plano governamental de inserção internacional.
Faz parte também do nosso Plano de Internacionalização a participação ativa nos fóruns e feiras internacionais de franquias e varejo, além do aprofundamento da relação e participação ativa nas agendas com OMC, BRICS, Mercosul e acordos bilaterais com EUA, China e União Europeia.

O que o sr. espera para a Convenção ABF do Franchising 2018?
Espero que seja a melhor de todas as Convenções ABF do Franchising! O tema Propósito, Colaboração e Transformação ilustra de maneira bastante clara o momento disruptivo que vivemos em termos de desafios, oportunidades, mudanças e inovação. Todas as palestras, painéis e as mesas-redondas estão sendo montadas de uma maneira inspiradora e trarão temas de extrema importância para o futuro do franchising brasileiro. Pessoalmente, estarei participando da minha quarta Convenção ABF do Franchising, mas, desta vez, com especial emoção e enorme prazer de fazer oficialmente parte desse grande time da ABF!

Publicações recentes

Deixe um comentário